Sonho, desafio e foco de uma executiva que escala montanhas

21 dez Viagem

por

Thais Pegoraro, 36 anos, é coach de executivos e headhunter, que se aventura escalando montanhas. Sim, é nas montanhas que ela exercita o foco, a disciplina, a paciência, o planejamento e a resistência que o seu trabalho profissional exige.

Tudo começou há apenas um ano quando a empresária resolveu transformar um sonho em realidade e tomou como objetivo de vida subir os pontos mais altos de cada continente (África, Américas do Sul e Norte, Antártica, Ásia, Europa e Oceania), criando o projeto ‘Sete Cumes’, onde Thais já cumpriu três dos sete picos. Isso sem nunca ter sido escaladora ou profissional da área de esportes, o que não a desanima ou a amedronta, muito pelo contrário, ela trabalha a favor do desafio tanto na sua vida como na de seus clientes… “se existe um sonho, vá atrás dele”! E sua meta é cumprir essa experiência em apenas 12 meses. Depois pretende dar uma pausa na aventura para focar em outro sonho, o de construir família e ser mãe!

Na McKinley, montanha mais alta da América do Norte.

Mais uma etapa cumprida na vida da Thais – Montanha 4 do Projeto Sete Cumes

Neste mês, ela está realizando mais uma parte dessa empreitada do projeto ‘Sete Cumes’. Na semana passada Thais fez as malas para Punta Arenas, no Chile, rumo a montanha Vinson, de 4.892 metros, ponto culminante da Antártica, onde os desafios são o extremo frio e as mudanças repetinas de condições climáticas. Ela nos contou (diretamente de Punta Arenas) que está esperançosa e feliz com a oportunidade, uma chance que poucos brasileiros tiveram, seja pela dificuldade logística, seja pelo alto custo (uma viagem dessas custa cerca de 40 mil dólares)..

A parte mais difícil para chegar lá, segundo ela, foi ganhar peso, com uma dieta de 4.500 calorias para ganhar gordura corporal! Thais manteve o foco em um treino intenso, que permitisse simular ao máximo as condições que ela iria enfrentar subindo a montanha, seja carregando um trenó com os mantimentos, subidas e descidas carregando pneu na Vista Chinesa, corrida com lastro amarrado na cintura na praia e muita musculação.

Seu trabalho de coaching com altos executivos exige bastante. Segundo Thais, o diferencial é poder trazer para a vivência do executivo um pouco da congruência que ela vive em seus treinos, no seu foco e planejamento, para poder chegar preparada para a montanha. Ela acredita muito no trabalho de coaching como ponto de transformação, para qualquer indivíduo que tenha um objetivo e queira alcançá-lo.

Pedra apelidada de Zebra Rock no Mount Kilimanjaro.

E qual a maior dica que a Thaís pode nos dar?

“A maior dica que eu posso dar, para cada leitor do BossaMe, é: Se proponha a um desafio para 2016, que seja transformador, que te tire do comodismo, que te leve a uma mudança de patamar. Uma coisa pequena, um passo de cada vez, lembrando que todo sonho começa por um primeiro passo. Sonhar grande ou sonhar pequeno dá o mesmo trabalho. Boas festas, bom ano a todos e espero que vocês possam acompanhar mais no BossaMe em 2016″.

Obrigada Thais! Nós estamos acompanhando de “perto” e te desejamos todo sucesso do mundo nessa empreitada, que só nos inspira para um 2016 cheio de novas ideias e desafios. Estamos na torcida! Beijos

 Fotos: Arquivo pessoal

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook

Instagram


Muitas das imagens que aparecem no site podem vir de fontes externas, ao menos que sejam creditadas. Se alguma imagem pertence a você, seja fotógrafo ou detenha os direitos de uso e deseja a remoção do site BOSSAME.COM.BR, favor entrar em CONTATO, que prontamente retiraremos do ar. Obrigada.