Miss Ko: O japonês que está dando o que falar em Paris

19 jun Viagem

por

Tudo em que ele põe a mão vira ouro. Estou me referindo ao mago Phillipe Starck e seu novo projeto, o restaurante japonês Miss Ko em Paris.

Cravado no famoso Triangle D’Or, em plena George V, localização imbatível. Estive lá há pouco, em uma noite atípica parisiense de muita neve e frio e sem táxis circulando. Para minha grata surpresa, o restaurante estava lotado. Me sentei em uma mesa comunitária, estreita como um balcão de bar.

O tampo da mesa é feito de LCD com mil imagens de televisões japonesas, com diversos programas transmitidos initerruptamente, super tecnológico. Sem contar na linguagem, muita cor, tatoos, uma mistura de ficção científica, estética quase delirante, sensual,erótica e com traços orientais muito marcantes. A louça é de matar de linda e original.

Se estiver em grupo, as mesas com sofás estilo lounge, logo na entrada, são tentadores.

O cardápio é variado, optei por uma sugestão e seleção do chef chamada Sushi Party, sushis e sashimis variados, Rainbow Samurai e Crispy Tài Tài… estava ok, mas nada do outro mundo. Como estava sozinha, não tive como referência outros pratos. Gostei tanto da atmosfera e da decoração que a comida ficou secundária… o serviço foi excelente….e o preço bem convidativo.

Vou perdoar o Sushiman e quero voltar na minha próxima ida à Paris.

www.miss-ko.com

Fotos: Reprodução

Compartilhe esse post

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

*

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <strike> <strong>

Facebook

Instagram


Muitas das imagens que aparecem no site podem vir de fontes externas, ao menos que sejam creditadas. Se alguma imagem pertence a você, seja fotógrafo ou detenha os direitos de uso e deseja a remoção do site BOSSAME.COM.BR, favor entrar em CONTATO, que prontamente retiraremos do ar. Obrigada.